USDA aumenta estoques de soja dos EUA nas safras velha e nova

O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) trouxe, nesta sexta-feira (9), seu novo boletim mensal de oferta e demanda e trouxe estoques finais de soja acima do esperado tanto nos números da safra velha, quanto da safra nova. 

Da safra 2016/17, os números foram estimados em 12,25 milhões de toneladas, contra a média esperada pelo mercado de 11,76 milhões. Já da 2017/18, de 13,47 milhões, contra média de 13,55 milhões. Em maio, os números vieram em, respectivamente, 11,84 e 13,06 milhões de toneladas. 

Contrariando as expectativas de alguns, mas confirmando as de outros, o USDA – reforçando seu conservadorismo – não mudou os números das vendas para exportação dos EUA e manteve sua estimativa para a safra velha em 55,79 milhões de toneladas. Para a nova temporada, o esperado é que os EUA exporte 58,51 milhões. 

A produção norte-americana 2017/18 segue estimada em 115,8 milhões de toneladas, volume que fica na máxima das expectativas do mercado. 

Milho
Os estoques finais de milho dos EUA – das safras 2016/17 e 2017/18 – não sofreram alterações e permaneceram em, respectivamente, 58,3 milhões e 53,6 milhões de toneladas. Nesse caso, os da safra velha ficaram dentro das expectativas do mercado, enquanto os da nova superaram o intervalo esperado. 

O USDA estimou ainda a produção 2017/18 em 357,27 milhões de toneladas, o mesmo número do reporte anterior, mas acima da média esperada pelo mercado de 356,18 milhões, dentro de um intervalo de 351,94 milhões e 357,27 milhões de toneladas. 

O uso do cereal para a produção de etanol ficou em 138,44 milhões de toneladas para a safra velha e em 139,71 milhões para a safra nova, também sem alteraçõem em relação ao boletim do mês passado. 

E o mesmo acontecendo com as exportações norte-americanas, ainda estimadas em 56,52 milhões e 47,63 milhões de toneladas.

https://www.cnabrasil.org.br/

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.