R$200,00/@ é caro ou barato?

O tão sonhado preço de R$200,00/@ já é uma realidade na pecuária brasileira. Ainda não no mercado físico, mas para 2020 o contrato futuro de outubro rompeu, no pregão de 6/11, essa barreira. Na verdade, na manhã do pregão de 7/11 o contrato de out/20 já é negociado em sua máxima a R$201,60/@.
As perguntas que mais se ouvem nas rodas de quem trabalha com pecuária são sempre as mesmas: e aí, será que vai mais? Esses preços são sustentáveis? Até onde o mercado pode subir? A reposta mais clara para todas essas perguntas é bem simples: ninguém sabe! Até agora, o que dá para se afirmar com muita convicção é que o mercado está mudando de patamar. Qual será o novo patamar de preços é muito difícil, pra não dizer impossível, de se definir. Qualquer tentativa será apenas um chute. Outra convicção que é possível ter é que nesse movimento de descoberta do novo patamar de preços o mercado futuro irá exagerar pra cima, depois provavelmente exagerará na queda e só quando o físico se estabilizar será possível ter ideia se a nova referência será R$190,00/@, R$200,00/@, R$210,00@ ou qualquer outro número que alguém se arrisque a definir.
Para responder à pergunta do título desse texto é preciso definir primeiro qual referência levaremos em consideração. Se a referência for a margem dos frigoríficos habilitados à China, então R$200,00/@ é barato, se a referência for a capacidade de absorção de carne no nosso mercado interno, aí os R$200,00/@ podem ser caros. Se olharmos para os preços da reposição em muitos lugares do Brasil, talvez os R$200,00/@ sejam baratos, porém, se olharmos para a margem do pecuarista que carregava seu estoque de animais comprados em 2018 ou início de 2019, aí os R$200,00/@ ficam caríssimos.
Enfim, até o mercado encontrar esse novo número de referência, muitas oportunidades tendem a aparecer, tanto no mercado físico como no mercado futuro. Tentar achar o topo do mercado é sempre uma tarefa difícil, dolorosa e que depende muito mais da sorte do que da capacidade de quem se propõe a fazer isso. Pode parecer meio infantil dizer isso, mas esse tipo de movimento “só termina quando acaba” e a melhor forma de atuar em mercados assim é garantir um preço mínimo de venda através da compra de put e assistir o filme se desenrolar confortavelmente no seu dia a dia. A única certeza que temos para o curto e médio prazos é que a volatilidade irá aumentar. Isso sempre gera boas oportunidades. Bem vindo ao novo mundo da pecuária!

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.