Mercado de reposição em Mato Grosso: situação atual e expectativas

Poucos negócios no mercado de reposição em Mato Grosso nesta primeira semana de agosto. 
A seca tem tomado conta das pastagens. Desde meados de maio, em grande parte da região central do estado, não são registradas chuvas. 
Essa situação chama atenção dos confinadores que irão definir as estratégias do segundo giro do confinamento. 
Desta forma, houve aumento nas especulações envolvendo animais mais erados, contudo, os negócios fechados ainda são poucos. 
Para produtores que procuram animais de giro rápido, a troca com o garrote pode ser mais vantajosa em relação à troca com o boi magro. 
Isso porque, na comparação mensal, a cotação do boi magro de 12@ saiu de R$1.900,00 por cabeça para os atuais R$1.950,00. Já o preço do garrote de 9,5@ permaneceu ao redor de R$1.690,00. 
Desta forma, em julho último, com o preço de venda de um boi gordo de 18@ comprava-se 1,33 boi magro. Atualmente, nas mesmas condições, compra-se 1,29. 
Isso resultou na piora de 2,6% no poder de compra do invernista na troca com o boi magro. Já a troca com o garrote ficou estável.
Pelo lado dos animais de reposição, a tendência é de manutenção nos preços nos próximos dias, entretanto, o preço do boi gordo pode ganhar fôlego em função da baixa disponibilidade de animais terminados (principalmente em regiões com pouco gado de cocho).
Para mais informações acesse aqui.
Artigo originalmente publicado no informativo Boi & Companhia, edição 1351.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.