Importações de lácteos aumentaram no primeiro trimestre de 2019

As importações de lácteos recuaram em março na comparação mensal, segundo a Secretaria de Comércio Exterior (Secex). No mês, o volume reduziu 33,4%. Os gastos também caíram na mesma proporção, 32,5%, em igual comparação. 
O principal produto adquirido no período foi o leite em pó, que representou 57,3% do total comprado. A aquisição do produto na comparação mês a mês reduziu 46,7%. 
Os maiores fornecedores, em volume, foram a Argentina e o Uruguai, representando 66,9% e 22,2% do total embarcado, respectivamente. 
O recuo no volume internacionalizado pode ser explicado devido a menor produção de matéria-prima nos principais fornecedores e também devido à alta do dólar, que reduziu a atratividade de compra dos produtos no âmbito externo.
Apesar da redução na comparação mensal, no primeiro trimestre as importações cresceram 45,6% em volume na comparação anual.
No parcial de abril, até a terceira semana, a média diária foi de US$1,90 milhão em gastos com as importações de lácteos, aumento de 1,0% na comparação mensal e queda de 0,4% em relação a abril de 2018.
Para saber mais sobre o mercado de leite, custos de produção, clima, preços dos lácteos no atacado e varejo e expectativas para a cadeia assine o Relatório de Mercado de Leite da Scot Consultoria. Mais informações em: https://www.scotconsultoria.com.br/loja/relatorios/59/relatorio-do-mercado-de-leite-da-scot-consultoria .
A Scot Consultoria também realiza palestras e treinamentos de mercado na área de pecuária de leite. Saiba mais em: https://www.scotconsultoria.com.br/servicos/11/palestras-cursos-aulas-e-treinamentos.htm . 
Quer ficar por dentro das últimas notícias do mercado de leite? Acesse o Facebook da Scot Consultoria: https://www.facebook.com/ScotConsultoriaLeite/?fref=ts .
 

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.