Café: Cotações do arábica na Bolsa de Nova York estendem as perdas da véspera nesta manhã de 3ª feira

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) operam em baixa nesta manhã de terça-feira (25) e estendem as perdas registradas na véspera. Essa é a quinta sessão seguida de baixa. O mercado recua em ajustes técnicos, com pressão da oferta e informações sobre a próxima safra do Brasil, maior produtor e exportador da commodity no mundo.

Por volta das 09h20 (horário de Brasília), o contrato maio/17 registrava 129,55 cents/lb com avanço de 5 pontos, o julho/17, referência de mercado, estava cotado a 130,80 cents/lb com desvalorização de 110 pontos. Já o vencimento setembro/17 caía 105 pontos, a 133,20 cents/lb, e o dezembro/17, mais distante, recuava 105 pontos e estava sendo negociado a 136,80 cents/lb.

Na véspera, de acordo com o analista de mercado da Maros Corretora, Marcus Magalhães, as cotações da variedade na ICE recuaram diante da alta da semana retrasada sem sustentação, com a proximidade da safra brasileira, o dólar acima dos R$ 3,10 e os maiores níveis de estoques de café nos Estados Unidos desde 1994. Também há indícios de que o consumo mundial de café não vem ganhando a velocidade que todo mundo achava que ele iria ganhar no curto prazo.

Para o presidente da Cooxupé (Cooperativa Regional de Cafeicultores em Guaxupé), Carlos Paulino, o mercado também está antecipando o que para os especuladores será uma supersafra, mas que isso é antecipado. “Pode haver risco de geadas e seca em setembro ou janeiro e fevereiro. Então essa supersafra que já estão especulando para 2018 é muito especulativa”, disse.

As negociações com café seguem lentas nas praças de comercialização do Brasil e, diante de mais uma queda no mercado externo, a baixa foi quase que generalizada no mercado interno na segunda-feira. Também por volta das 09h20, o tipo 6 duro era negociado a R$ 460,00 a saca de 60 kg em Patrocínio (MG) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 437,00 a saca e em Espírito Santo do Pinhal (SP) estava sendo cotado a R$ 440,00 a saca.

https://www.cnabrasil.org.br/

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.