Abrafrigo divulga levantamento sobre maiores estados exportadores de carne bovina

Embora São Paulo seja há vários anos o estado que mais exporta a carne bovina brasileira – no primeiro trimestre de 2016 liderou com 26,3% do total, ou 93,7 mil toneladas –, o crescimento da pecuária no Centro-Oeste faz com que esta região tenha a liderança do país com seus estados somados, alcançando 38,4% das exportações ou 136,6 mil toneladas nos três primeiros meses deste ano. São Paulo, por sinal, vem diminuindo gradativamente sua movimentação: em 2014 era responsável por 28,4% da carne bovina in natura e processada que era vendida ao exterior; participação que caiu para 27,7% em 2015, e para os atuais 26,3% entre janeiro e março de 2016.

A avaliação acima é da Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo), que compilou as informações da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC). Segundo a nota da Abrafrigo enviada à imprensa na terça-feira (19), os números do primeiro trimestre, por sinal, mostram pequena recuperação das exportações do produto em alguns estados onde a pecuária estava em “decadência acentuada”: “O Paraná praticamente dobrou sua movimentação, passando a ser responsável por 2,8% das exportações em 2016 contra 1,3% em 2015.

Minas Gerais cresceu de 6,3% para 7,4% no mesmo período e o Pará foi de 4,3% para 6,2%. Rondônia e Rio Grande do Sul também vêm apresentando crescimento nas vendas externas neste ano. Por região, quem mais cresceu foi o Norte do país, que passou de 16,6% em 2015 para 20% neste início de 2016.” Após os resultados das vendas externas do país em fevereiro, a Abrafrigo divulgou nota na qual dizia acreditar na retomada das exportações de carne bovina para o ano.

Principais estados exportadores – 1T2016

São Paulo – 93.732 toneladas, 26,3% do total

Mato Grosso – 59.600 toneladas, 16,7% do total

Goiás – 44.364 toneladas, 12,5% do total

Rondônia – 38.783 toneladas, 10,9% do total

Mato Grosso do Sul – 32.915 toneladas, 9,2% do total

Minas Gerais – 26.316 toneladas, 7,4% do total

Pará – 21.923 toneladas, 6,2% do total

Rio Grande do Sul – 14.579 toneladas, 4,1% do total

Tocantins – 10.435 toneladas, 2,9% do total

Paraná – 9.988 toneladas, 2,8% do total

Por Região

Centro-Oeste – 38,4% ou 136.680 toneladas

Sudeste – 34,2% ou 121.985 toneladas

Norte – 20% ou 71.142 toneladas (era 16,6% em 2015)

Sul – 7% ou 25.039 toneladas (era 5,6% em 2015)

Volume total – 356.327 toneladas

Fonte: Secex/Abrafrigo

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.