Tarifas da Amazonas Energia serão reajustadas em 14,89%

Reajuste pode ser aplicado a partir do dia 1º de novembro. Reajuste deve-se, principalmente, à compra de energia mais cara devido ao baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta terça-feira (30) um reajuste médio de 14,89% para tarifa de energia da Amazonas Energia. O reajuste poderá ser aplicado a partir de 1º de novembro. A Amazonas Energia atende 998 mil unidades consumidoras no estado do Amazonas.
A Amazonas Energia está com leilão agendado para o dia 27 de novembro. O governo tenta viabilizar a venda da distribuidora, que pertence à Eletrobras, depois que o Senado rejeitou o projeto de lei que resolvia disputas financeiras da distribuidora, tornando sua venda mais atrativa.
De acordo com a Aneel, o impacto médio do reajuste para os consumidores residenciais e comerciais, atendidos em baixa tensão, será de 16,78%, já para os consumidores industriais, atendidos em alta tensão, o reajuste médio será de 11,78%.
Segundo o diretor da Aneel Rodrigo Limp, grande parte do reajuste deve-se ao custo da compra de energia mais cara, por causa do baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas.
Limp lembrou uma decisão liminar impede a aplicação das bandeiras tarifárias para os consumidores da Amazonas Energia, o que impede que parte do custo de compra dessa energia mais cara, gerada por termelétricas, seja diluído ao longo do ano pela cobrança mensal das bandeiras tarifárias.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.