Secretário do Tesouro dos EUA diz que negociações comerciais com China foram 'construtivas'


Steven Mnuchin disse que as negociações previstas para esta sexta-feira foram concluídas. O secretário do Tesouro dos Estados Unidos, Steven Mnuchin, disse nesta sexta-feira (10) que as negociações comerciais com autoridades chinesas foram construtivas.
Mnuchin fez os comentários ao deixar o escritório do Representante de Comércio dos EUA, onde negociadores dos Estados Unidos e da China realizaram a mais recente rodada de conversas em uma tentativa de encerrar uma disputa comercial que já dura meses.
Quem paga as tarifas de importação impostas por Trump? ENTENDA
Mnuchin disse que as negociações com autoridades chinesas foram construtivas
Reuters
Mnuchin disse que as negociações previstas para o dia foram concluídas.
Mais cedo, o presidente dos Estados Undiso, Donald Trump, escreveu no Twitter que não tem “pressa alguma” para finalizar um acordo comercial com a China. “Continuaremos a negociar com a China na esperança de que eles não tentem refazer o acordo novamente!”, disse.
Novas tarifas
Nesta sexta, os Estados Unidos impuseram uma elevação nas tarifas sobre US$ 200 bilhões em produtos importados chineses.
À 0h01 (horário local da Costa Leste dos EUA, 1h01 de Brasília) entrou em vigor o aumento para 25%, contra 10% de antes, nas tarifas a mais de 5 mil categorias de produtos chineses, conforme já havia sido anunciado no último domingo (5) pelo presidente americano, Donald Trump.
EUA impõem novas tarifas sobre produtos chineses
Reação dos mercados
O mercado acionário chinês terminou em alta e o iuan se fortaleceu nesta sexta com os investidores apostando que Pequim e Washington conseguirão salvar um acordo comercial
Embora a alta das tarifas pelos EUA sobre produtos chineses tenha entrado em vigor nesta sexta-feira como planejado, os investidores avaliaram que ambos os lados estão voltando à mesa de negociações.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, subiu 3,63%, enquanto o índice de Xangai teve alta de 3,1%.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.