Redução no crescimento do PIB está ligada a expectativas e pode ser revertida, diz secretário da Fazenda

As estimativas para a expansão da economia brasileira deste ano vem caindo desde o início do ano. Segundo o ministério da Economia, o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 1,6% em 2019; já o mercado vê alta de 1,24%. Para o secretário da Fazenda do ministério da Economia, no entanto, essa redução está ligada a expectativas, e pode ser revertida.
“Essa redução no crescimento do PIB ela é em grande medida por questões expectacionais, e ela pode ser revertida. E nós temos efetivamente as ações e as ferramentas para a reversão de expectativas”, afirmou Waldery Rodrigues em entrevista à GloboNews.
De acordo com o secretário, os números poderão ser revertidos à medida que reformas como a da Previdência e a tributária sejam encaminhadas.
Segundo Rodrigues, junto a melhor gestão orçamentária, o dinamismo do mercado e a liberação de recursos associados ao PIS/Pasep – que, de acordo com ele, podem chegar a R$ 22 bilhões – essas medidas “podem e melhorarão o dinamismo da economia brasileira em um prazo relativamente curto”.
“Reverteremos essas expectativas e há sim ferramentas para termos um melhor perfil na economia brasileira”, disse. “O Brasil pode entrar num patamar completamente diferenciado em relação ao que vivemos”.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.