Rede de livrarias Saraiva faz pedido de recuperação judicial


Empresa listou no pedido dívidas no valor de R$ 675 milhões. Rede de livrarias Saraiva faz pedido de recuperação judicial
Divulgação
A rede de livrarias Saraiva, maior do país, fez nesta sexta-feira (23) pedido de recuperação judicial depois de não conseguir acordo com fornecedores para renegociação de dívidas. A empresa listou no pedido débitos de R$ 675 milhões.
Fundada há 104 anos, a Saraiva tem 85 lojas em 17 Estados do país e uma relevante operação de comércio eletrônico.
A empresa afirmou em comunicado ao mercado que “a recuperação judicial não altera, de forma alguma, o funcionamento da (área de) varejo, que segue, na data de hoje, com 85 lojas físicas em todo o Brasil e com sua operação de comércio eletrônico”.
No final de outubro, a Saraiva anunciou o fechamento de 20 lojas em todo o país.
A companhia acumula de janeiro ao final de setembro prejuízo líquido de R$ 103 milhões, mais que o dobro em relação ao resultado negativo de R$ 50 milhões de um ano antes.
Setor em crise
O setor de livrarias enfrenta uma crise severa. Na semana passada, a Cultura entrou com pedido de recuperação judicial. Em nota, a empresa justificou a decisão pelo cenário econômico nacional adverso e pela crise no mercado editorial.
Segundo a companhia, o setor encolheu 40% desde 2014.
A Cultura acumula dívidas de R$ 285,4 milhões – a maior parte com fornecedores e bancos.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.