Plantio de soja está acelerado em MT e fazendeiros já olham para algodão

Correndo contra o tempo, produtores estão trabalhando até durante a noite com a chamada ‘soja precoce’, para dar lugar ao próximo cultivo. Mato Grosso planta a safra de soja
O plantio de soja em Mato Grosso está em ritmo acelerado. Segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a expectativa é que sejam plantados 10 milhões de hectares do grão no estado, um aumento de 2% em relação ao ano passado.
Diferentemente de 2017, as chuvas estão melhores neste ano.
No maior estado produtor do grão no país, os agricultores trabalham com um planejamento de longo prazo. Apesar de a época ainda ser de pleno plantio da soja, já tem produtor preocupado com o cultivo do algodão, que virá em seguida.
Em uma fazenda em Pedra Preta, os primeiros hectares plantados foram da soja precoce, que em cem dias será colhida para dar lugar ao próximo cultivo.
Preço do algodão em alta
Lá, apesar da boa perspectiva com o cereal, os agricultores vão aumentar a aposta no algodão, que está com preço em alta – na última safra, a arroba foi vendida por pouco mais de R$ 100 e os contratos fechados até agora conseguiram manter esse valor.
A janela de plantio do algodão segunda safra termina no próximo dia 25 de janeiro e os produtores que vão destinar áreas à cultura correm contra o tempo: as máquinas plantadeiras permanecem no campo noite adentro.
“O mercado de algodão está bem aquecido e grande parte desse algodão que a gente vai plantar ainda está sendo comercializada”, diz Joanei Luiz Baldissera, gerente de produção da fazenda.
Na última safra, o Mato Grosso colheu mais de 3 milhões de toneladas de algodão em caroço e mais de 32 milhões de toneladas de soja.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.