Para manter emprego nas pequenas e médias empresas, governo anuncia linha de crédito de R$ 40 bi por 2 meses

Linha de crédito visa financiar dois meses meses de folha de pagamento, de R$ 40 bilhões, para beneficiar 1,4 milhão de micro e pequenas empresas, e 12,2 milhões de pessoas. O governo federal anunciou nesta sexta-feira (27) a disponibilização de uma linha de crédito emergencial, por dois meses, com juros baixos para manter o emprego nas pequenas e médias empresas. A informação foi divulgada pelo presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto.
A expectativa da área econômica, informou o presidente do BC, é beneficiar 1,4 milhão de pequenas e médias empresas e 12,2 milhões de trabalhadores.
Serão disponibilizados R$ 20 bilhões por mês, durante dois meses, ou seja, um total de R$ 40 bilhões. Desse valor total, R$ 34 bilhões serão provenientes do Tesouro Nacional e outros R$ 6 bilhões dos bancos.
Para ter acesso ao crédito, as empresas não poderão demitir os trabalhadores nesses dois meses, e os recursos irão direto para as contas dos trabalhadores. O controle será feito por CPF. O pagamento, porém, deverá ser feito posteriormente pelas empresas beneficiadas.
De acordo com o Banco Central, o valor cobrado, em termos de juros, será de 3,75% ao ano, ou seja, o valor atual da taxa básica de juros, utilizado com base para as captações do sistema financeiro. Com isso, terá “zero” de spread bancário (valor cobrado acima dos juros básicos da economia). Atualmente, disse Campos Neto, a taxa bancária média de juros para essas empresas está em 20% ao ano.
O presidente do BC explicou que serão financiados os pagamentos de até dois salários mínimos. Quem recebe mensalmente um salário mínimo, por exemplo, continuará recebendo esse valor, sendo totalmente financiado com a linha de crédito, assim como até dois salários mínimos. Mas quem recebe três salários mínimos, por sua vez, receberá dois salários mínimos por meio da linha de crédito.
Segundo Campos Neto, essa linha será direcionada para empresas com faturamento anual entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões, classificadas como pequenas e médias, e será destinada “exclusivamente ao financiamento da folha de pagamento” dos funcionários.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.