Mercado acionário europeu fecha em alta e interrompe três dias de perdas

Indicadores positivos da indústria da Itália e da França levantaram esperanças de uma recuperação econômica. Os índices acionários europeus avançaram nesta sexta-feira (10) após dados positivos da indústria da Itália e da França levantarem esperanças de uma recuperação econômica, embora os ganhos tenham sido limitados pelo aumento de casos de coronavírus em todo o mundo.
Interrompendo três dias de perdas, o índice pan-europeu STOXX 600 fechou em alta de 0,9%, com as ações italianas saltando 1,3%.
As ações de Milão foram sustentadas pela alta de 42,1% na produção industrial italiana em maio sobre o mês anterior, quase o dobro do que os economistas previam.
“A última série de dados é um pouco confortante”, disse Paolo Pizzoli, economista sênior do ING.
“Tanto os dados de produção quanto vendas no varejo de maio mostraram que a reabertura após as severas restrições foi rápida. Isso deve, em princípio, reduzir o risco de uma contração extrema do PIB no segundo trimestre.”
O índice francês CAC 40 subiu pela primeira vez em quatro sessões depois que a produção nas fábricas, minas e usinas de tratamento de água da França saltou 19,6% em maio, taxa sem precedentes.
O STOXX 600 ganhou apenas 0,4% esta semana pressionado por temores de mais fechamentos de empresas, particularmente nos EUA, onde mais de 60 mil novos casos de infecções pelo coronavírus foram informados na quinta-feira.
Estados Unidos chegam à marca de três milhões de casos de Covid-19
Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,76%, a 6.095 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 1,15%, a 12.633 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,01%, a 4.970 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,34%, a 19.767 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,16%, a 7.321 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 0,77%, a 4.464 pontos.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.