Inscrições de processo seletivo com 1,2 mil vagas para Hospital Municipal de Cuiabá começam nesta sexta-feira


Os salários vão de R$ 1.127,39 a R$ 5.552,021. Prefeitura determinou à empresa a reavaliação do edital do processo seletivo após reclamações sobre o salário oferecido a determinadas categorias. Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho,
Vicente Aquino
O Hospital Municipal de Cuiabá começa a receber, a partir desta sexta-feira (17) as inscrições do processo seletivo com 1.248 vagas imediatas e 644 vagas em cadastro de reserva para diversas funções. De acordo com o edital divulgado, os salários vão de R$ 1.127,39 a R$ 5.552,021.
As inscrições vão até o dia 16 de junho. O período de isenção vai até hoje.
Os interessados devem se inscrever no site do Selecon, instituto responsável pelo processo seletivo.
Clique aqui para se inscrever.
Segundo o edital, os profissionais vão atuar no Hospital Municipal Leony Palma de Carvalho, o Hospital Municipal de Cuiabá.
É cobrada uma taxa que varia entre R$ 60 e R$ 70.
Polêmica
O prefeito Emanuel Pinheiro determinou à Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) a reavaliação do edital do processo seletivo do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC) Dr. Leony Palma de Carvalho, para sanar possíveis inconsistências salariais.
A medida ocorreu depois que o Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso (Coren-MT) criticou o valor do salário oferecido aos profissionais de enfermagem e técnico de enfermagem.
A prefeitura disse que, independente da possível retificação, as inscrições correrão normalmente.
Confira as vagas
Nível médio: almoxarife, condutor de pacientes, faturista, lactarista, motorista, porteiro, recepcionista, recursos humanos, telefonista, suporte técnico em informática, vigia, recreador hospitalar, secretário de unidade, eletricista, encanador, jardineiro, marceneiro e pedreiro.
Nível médio técnico: técnico em contabilidade, técnico de enfermagem, técnico de farmácia, técnico de hemoterapia, técnico de higienização bucal e gesseiro.
Nível superior: administrador, advogado, analista de rede, analista de sistemas, assistente social, cirurgião dentista, cirurgião dentista (bucomaxilo, facial e traumatologista), contador, enfermeiro assistencial, engenheiro clínico, estatístico, farmacêutico, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, nutricionista, pedagogo hospitalar, psicólogo, psicólogo organizacional, secretário-executivo, vigilância sanitária, tecnólogo em recursos humanos e terapeuta ocupacional.
Nível superior com especialização: enfermeiro e fisioterapeuta.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.