Incerteza econômica e mudança tecnológica são fatores que mais preocupam executivos até 2020, diz pesquisa


Entrevistados citaram ainda que as maiores preocupações referentes à gestão de talentos nas organizações são motivação e engajamento da equipe. A velocidade com que a tecnologia traz mudanças preocupa executivos brasileiros
tv globo
Pesquisa da Robert Half, empresa de recrutamento e seleção, revela que que as incertezas econômicas e as mudanças tecnológicas são as principais preocupações citadas pelos executivos brasileiros entrevistados que deverão ser enfrentadas até 2020. O resultado coincide com a média global – o levantamento abrange 13 países.
Os dados fazem parte da 7ª edição do Índice de Confiança Robert Half, estudo trimestral que mapeia o sentimento dos profissionais qualificados com relação ao mercado de trabalho atual e futuro.
Segundo a Robert Half, a incerteza econômica como a principal questão é em função dos desafios vividos nos últimos anos, e também das mudanças no âmbito político, principalmente pela troca de comando na Presidência.
O segundo item de maior incerteza diz respeito às mudanças tecnológicas, em função da velocidade com que têm impactado modelos de negócios tradicionais, o surgimento de novos competidores e a necessidade de digitalização das empresas, além da automação de processos.
Veja os resultados da pesquisa:
Quais das seguintes preocupações externas você enfrentará até 2020? (cada entrevistado citou três)
Incertezas econômicas: 43% (42% na média global)
Mudanças tecnológicas: 37% (43% na média global)
Aumento da concorrência: 36% (40% na média global)
Novo governo: 35% (Brasil foi o único que citou esse fator entre os 13 países pesquisados)
Mudanças legislativas: 27% (31% na média global)
Mudanças regulatórias: 27% (35% na média global)
Crescimento dos mercados emergentes: 25% (34% na média global)
Acesso a mão de obra qualificada: 23% (32% na média global)
Mudanças geopolíticas: 23% (31% na média global)
O levantamento ouviu ainda os executivos brasileiros para saber as preocupações referentes à gestão de talentos nas organizações. A questão da motivação/engajamento foi a mais citada.
Veja abaixo os resultados:
Quais as maiores preocupações em termos de gestão de talentos que você enfrentará até 2020 em seu departamento? (cada entrevistado citou três)
Motivação e envolvimento da minha equipe: 35% (31% na média global)
Melhora da produtividade da minha equipe: 34% (28% na média global)
Desenvolvimento de tomadores de decisão: 31% (26% na média global)
Treinamento correto para minha equipe: 29% (27% na média global)
Retenção de talentos/rotatividade de funcionários: 28% (30% na média global)
Atração de talentos: 27% (28% na média global)
Reestruturação do departamento: 25% (24% na média global)
Gerenciamento de tempo/gerenciamento de carga de trabalho: 24% (26% na média global)
Envelhecimento da força de trabalho: 22% (25% na média global)
Gerenciamento de demandas crescentes dentro da empresa: 21% (24% na média global)
Comunicação: 19% (23% na média global)
Quais as maiores preocupações em termos de gestão de talentos você enfrentará até 2020 na empresa? (cada entrevistado citou três)
Desenvolvimento de tomadores de decisão: 33% (26% na média global)
Motivação e engajamento: 32% (29% na média global)
Treinamento de habilidades: 30% (28% na média global)
Atração de talentos: 27% (29% na média global)
Melhora da produtividade da força de trabalho: 28% (29% na média global)
Retenção de talentos/rotatividade de funcionários: 25% (30% na média global)
Gerenciamento de tempo/gerenciamento de carga de trabalho: 25% (25% na média global)
Reestruturação do departamento: 25% (24% na média global)
Gerenciamento de demandas crescentes dentro da empresa: 25% (24% na média global)
Comunicação: 24% (23% na média global)
Envelhecimento da força de trabalho: 22% (26% na média global)

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.