Grupo colombiano Aval recebe pedido de informação dos EUA por negócio com Odebrecht

A investigação envolve projeto de US$ 1,5 bilhão; investigações realizadas na Colômbia apontam que a Odebrecht pagou cerca de US$ 30 milhões em troca de contratos. O Grupo Aval, maior conglomerado financeiro da Colômbia, afirmou nesta terça-feira (11) que recebeu um pedido de informações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos relacionado com uma investigação sobre um projeto rodoviário que uma filial desenvolveu com a Odebrecht.
O Grupo Aval – controlado pelo magnata Luis Carlos Sarmiento Angulo – não divulgou que tipo de informação foi pedida pelo departamento norte-americano.
Mas a companhia informou que a investigação envolve o projeto rodoviário Ruta del Sol II, da filial Corficolombiana , da Odebrecht e da Cass Constructores. O projeto envolve um contrato de 5 bilhões de pesos (US$ 1,574 bilhão).
“O Grupo Aval informou ao departamento, através de seus advogados nos EUA, que cooperará com a investigação, assim como vem fazendo com outras entidades governamentais”, disse o grupo em comunicado.
A Odebrecht está no centro do maior escândalo de corrupção da América Latina desde que reconheceu em 2016 pagamento de propina a políticos e autoridades de uma dezena de países. Na Colômbia, a companhia pagou cerca de US$ 30 milhões em troca de contratos de infraestrutura, segundo investigações realizadas no país.
Colômbia tenta proibir Odebrecht de fechar contratos públicos por 20 anos
A investigação do departamento norte-americano se soma a outras que estão sendo realizadas por autoridades colombianas sobre a Odebrecht ter oferecido propina para obter o contrato, como sobre vários funcionários do Grupo Aval, incluindo Luis Carlos Sarmiento Gutiérrez, filho de Sarmiento Angulo.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.