Governo envia ao Senado indicações de diretores das agências Aneel e ANP

Atuais diretores da Agência Nacional de Energia Elétrica e da Agência Nacional do Petróleo já deixaram cargo, mas substituição precisa ser aprovada por senadores. O governo federal encaminhou ao Senado, nesta terça-feira (17), a indicação de dois novos gestores de agências reguladoras. Se aprovados, os novos diretores vão atuar na Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e na Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).
As indicações foram publicadas no “Diário Oficial da União”, mas ainda precisam ser aprovadas pelo Congresso. Não há prazo para que elas sejam colocadas em votação.
Para a Aneel, foi indicado o engenheiro eletricista Hélvio Neves Guerra. Ele trabalha na agência há 20 anos e, desde 2006, é superintendente de Fiscalização dos Serviços de Geração da Aneel.
Guerra deve assumir a cadeira de Rodrigo Limp, que estava na Aneel desde 2007 e se tornou diretor em 2018. Limp foi nomeado nesta terça como novo secretário de Energia Elétrica do Ministério de Minas e Energia – o que já estava previsto desde outubro.
Petróleo e gás
Para a direção-geral da ANP, o governo Jair Bolsonaro indicou o oficial da reserva da Marinha Rodolfo Henrique de Saboia. Atualmente, ele é superintendente de Meio Ambiente da Diretoria de Portos e Costas da Marinha.
O atual diretor-geral, Décio Oddone, foi exonerado do posto nesta terça. Ele já havia anunciado, em janeiro, que não chegaria a cumprir o mandato integral – que só termina em dezembro deste ano.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.