Google lança nova versão do Android e traz atualizações de privacidade e assistente de voz


Empresa também trouxe inovações em reconhecimento de voz e um novo smartphone Pixel. Novidades foram apresentadas durante conferência de desenvolvedores Google I/O, que acontece na Califórnia. Sundar Pichai, CEO do Google, apresenta novidades da empresa nesta terça-feira (7) na Califórnia
Justin Sullivan / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
O Google fez diversos anúncios nesta terça-feira (7) durante o evento para desenvolvedores Google I/O. A empresa apresentou novas ferramentas que, segundo o presidente da empresa, Sundar Pichai, irão “construir um Google mais útil para todo mundo”, além de novidades no sistema operacional Android e até um modelo mais barato do celular Pixel.
“Queremos que seus produtos trabalhem pra você, sejam úteis na sua vida, no seu trabalho”, disse Punchai durante a apresentação de abertura da conferência para desenvolvedores Google I/O.
Pichai também afirmou que a companhia está facilitando o acesso ao controle de dados do usuário, com menos passos e informações mais acessíveis.
Android Q
Segundo o Google são atualmente 2,5 bilhões de aparelhos rodando o sistema operacional da empresa, fabricados por mais de 180 companhias. A atualização do sistema foi anunciada para celulares de 21 fabricantes, incluindo Xiaomi, Huawei, LG, Pixel, Nokia, Oppo, Vivo, OnePlus, Redmi, Asus e Sony. Samsung não estava na lista apresentada pelo Google.
O Android terá funções apropriadas paras os celulares dobráveis, que foram anunciados por diversas fabricantes este ano. O novo sistema operacional também terá um “modo noturno”, mais escuro que ajuda a salvar bateria.
O foco da nova geração do Android também será em privacidade e segurança. A empresa anunciou o Google Play Protect, ferramenta que irá escanear bilhões de aplicativos a fim de garantir a segurança da loja de apps do Google.
Com o Android Q também será mais fácil implementar atualizações de segurança e privacidade, de maneira separada e sem reiniciar o celular. Será possível ao usuário fazer atualizações desse tipo separadas de atualizações maiores.
As funções de privacidade estão mais acessíveis e com maior controle do usuário. Nesse sentido, o Android Q também conta com mais controle parental, permitindo morar os downloads que crianças fazem de aplicativos e otempo gasto em cada um deles.
Assistente de voz e novas funções
Veja outras novidades que a empresa anunciou:
Pesquisa de notícias mais especializada, com linha do tempo e matérias aprofundadas;
Realidade aumentada na câmera nas buscas também foi apresentado, podendo “trazer” as pesquisas para o mundo real;
Novas funções do Google Lens: a empresa aumentou o escopo de funções da busca por câmeras, permitindo até ler o cardápio do restaurante, destacando o que é mais popular e mostrando fotos. A função também lê cartazes e consegue traduzi-los e até ajuda a calcular gorjeta para o garçom e dividir a conta em um restaurante;
Pichai apresentou novas funcionalidades do Google Duplex e do assistente de voz, que agora permite não só ligar para marcar horários, mas também completar formulários na web. O exemplo usado foi o aluguel de um carro, que agora pode ser feito pelo assistente de voz. Mais detalhes serão dados no final do ano;
O Google Assistente ficou 10 vezes mais rápido e ganhou capacidade de fazer multi-tarefas sem precisar dar o comando de voz a cada uma delas. Será possível mandar e-mails, pedir um carro para o hotel e responder mensagens. Essas novidades serão primeiro implementadas nos telefones Pixel, do próprio Google, no final deste ano;
O Assistente também passa a ser mais integrado com a vida do usuário, entendendo quais contatos são importantes, permitindo fazer lembretes e funções personalizadas;
Novo “modo dirigir” do Assistente, que será lançado no meio de 2019, trará funções como rotas mais rápidas para compromissos já agendados, além de escutar podcasts e outras tarefas enquanto o usuário está ao volante;
Agora haverá um “modo anônimo” no Google Maps, que possibilitará que buscas por locais e trajetos não sejam salvos na conta do usuário;
“Live Caption” é uma nova habilidade do Android que permitirá criar legendas automáticas para qualquer conteúdo: de vídeos na internet a podcasts e até vídeos gravados em casa pelos usuários;
Outra função semelhante, chamada “Live Relay”, será útil para pessoas com dificuldade de fala, que poderão interagir com uma ligação digitando e sendo interpretados pelo assistente pessoal;
O Google também mostrou avanços num projeto para fazer reconhecimento de voz de pessoas com problemas de fala, que sofreram um AVC, por exemplo, para que o Assistente tenha capacidade de reconhecer todas as pessoas.
Presidente do Google, Sundar Pichai, fez a primeira apresentação na conferência de desenvolvedores da empresa
Luciana Oliveira/G1
Novo Pixel
O Google também trouxe as versões “baratinhas” do Pixel, celular fabricado pela própria empresa. O Pixel 3a e Pixel 3a XL custam US$ 399 e US$ 479, “metade do preço dos celulares topo de linha”, segundo o Google.
Google Pixel 3a
Google/Divulgação
Com tela OLED de 5,6 polegadas no 3a e de 6 polegadas no 3a XL, câmera topo de linha, e bateria que promete durar até 30 horas, o novo celular vem para competir no mercado de aparelhos de preço intermediário com característica dos mais caros.
Funcionalidades como realidade aumentada e o Google Assistente melhorado também pretendem dar um ar premium ao aparelho mais barato.
O anúncio não inclui o Brasil como um dos países em que o smartphone será lançado.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.