Facebook bloqueia contas antes do início da eleição legislativa nos EUA


Contas do Instagram também foram tiradas do ar horas antes dos eleitores começarem a votar nas ‘midterms’, as eleições de meio de mandato nos Estados Unidos. O Facebook tirou do ar 30 contas na rede social e outras 85 no Instagram na noite da segunda-feira (5). As contas foram bloqueadas poucas horas antes do início da eleição legislativa nos Estados Unidos, depois que o Facebook recebeu uma denúncia das autoridades policiais americanas.
Em um comunicado divulgado na noite da segunda-feira (5), a empresa afirma que as investigações estão em “estágio inicial” e que as contas podem estar “envolvidas em um comportamento não autêntico coordenado”. O comunicado é assinado por Nathaniel Gleicher, chefe de cibersegurança da empresa.
Foto de arquivo mostra o logo do Facebook em stand da empresa durante debate presidencial das eleições americanas de 2015
AP Foto/John Minchillo
Ainda segundo o Facebook, quase todas as páginas associadas a essas contas pareciam estar nos idiomas francês ou russo. Já as contas do Instagram estavam associadas a contas principalmente em inglês, sendo que algumas estão focadas em celebridades e outras em debates políticos.
O comunicado afirma ainda que, apesar de as investigações estarem em fase preliminar, a empresa fez o anúncio publicamente por causa da importância das eleições de meio de mandato nos Estados Unidos.
Nesta terça-feira (6), os americanos votam nas chamadas “midterms”, as eleições de meio de mandato. Os eleitores vão definir uma nova Câmara, um terço do Senado e mais de 75% de seus governadores.
Initial plugin text

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.