Empresário cria fast food de churrasco grego em São Paulo

Vendendo 10 mil sanduíches por mês, o empresário paulista espera abrir mais 20 lojas nos próximos anos. Empresário cria fast food de churrasco grego em São Paulo
O churrasco grego é um produto superpopular e patrimônio da gastronomia de rua de São Paulo. Normalmente, a carne empilhada no espeto gira e assa dentro da máquina e o cliente pede e come o sanduíche em pé na calçada mesmo, no meio do povo, da multidão. Mas o que pouca gente percebeu é que ele poderia vender mais, se tivesse um lugarzinho para as pessoas se sentarem e comerem com algum conforto.
Foi o que fez um empresário paulista: deu um banho de loja no churrasco grego. Passou a prepará-lo em uma cozinha bem montada, com carne de primeira, com lugar para sentar, ar condicionado e vista bacana.
Vladimir Schaion estudou o mercado de churrasco grego por 8 meses. Em março deste ano, investiu R$ 400 mil para reformar um ponto e montar a loja. Comprou a máquina de assar carne e equipamentos modernos de cozinha.
“É uma inovação, a gente juntou o churrasco grego de qualidade com fast food”, conta o empresário Vladimir Shaion
Para levar o lanche de rua pra uma lanchonete especializada, algumas etapas foram essenciais. A primeira delas, a escolha do ponto comercial, já que o churrasco grego mais gourmetizado também tem que ficar perto do público tradicional. A loja foi montada no centro de São Paulo, em uma das esquinas mais movimentas da região: a da Rua Barão de Itapetininga com Dom José de Barros. Pelo local, passam centenas de milhares de pessoas por dia. O aluguel de uma loja na localidade é de R$ 13 mil.
A segunda etapa foram os custos: a empresa negocia direto com fornecedores e controla as porções que vão no sanduíche. Cada matéria-prima é pesada, calculada, controlada. O empresário explica que para conseguir entregar o produto a preço popular, o custo de matéria-prima tem que ser no máximo de 30%.
O sanduíche de churrasco grego é vendido a partir de R$ 5,90. Tirando todos os custos, sobra um real por sanduíche. Então, para ter lucro é preciso ter agilidade na operação: a carne é cortada e armazenada, colocam os temperos e condimentos e em um minuto e meio o lanche está pronto.
Por mês, a loja vende 10 mil sanduíches e fatura R$ 110 mil. Vladimir pensa em abrir 20 lojas até 2020 e já no ano que vem partir para o modelo de franquias.
TÔ FALANDO GREGO
Rua Dom José de Barros, 152, Loja: 174, Centro
São Paulo/ SP – CEP: 01038-000
Telefone: (11) 93800-2781
E-mail: tofalandogrego@tofalandogrego.com.br
Site: https://tofalandogrego.com.br/
https://www.facebook.com/tofalandogregosp
https://www.instagram.com/tofalandogrego

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.