Empreendedor social vende bolsas recicladas para ajudar animais de rua

Walace produz bolsas com sacos de ração e o dinheiro da venda é usado para alimentar os cães e gatos que vivem nas ruas. Empreendedor social vende bolsas recicladas para ajudar animais de rua
O empreendedor social Walace “Pala Pala” Almeida descobriu um jeito de ajudar os animais de rua e conta sua história no VC No PEGN.
“Eu pego aquele saco vazio de ração que ia ser jogado fora e transformo numa linda bolsa sustentável, que vira alimento pra cães e gatos de rua”, conta.
Walace mora no bairro de Bangu, no Rio de Janeiro, e conta que tudo começou com a participação dele em um grupo chamado Sopão Solidário, que ajuda moradores em situação de rua. Ele percebeu que os grandes amigos desses moradores são os cachorros e que também precisavam de assistência.
Foi aí que ele resolver fazer algo relacionado com seu trabalho. “Eu já costuro lona, fabrico lona para evento. Aprendi olhando a costurar e pegou. Resolvi fazer uma coisa sustentável, aí vi um saco de ração, cortei e fiz uma bolsa sustentável. Eu tô tirando um saco plástico que pra sair do nosso planeta demora 100 anos”, conta.
Todo mundo gosto das bolsas sustentáveis e o resultado foi muito maior do que o empreendedor esperava. “Pensei que não ia dar em nada, mas deu mais de 120 mil compartilhamentos. Foi esse estouro geral que vocês tão vendo”, comemora.
As bolsas custam R$ 20 e são vendidas pelas redes sociais e em feiras pet. O dinheiro é usado para alimentar os cães e gatos que vivem nas ruas.
E o futuro? Walace quer mais gente pra participar dessa ideia solidária: “A gente tá buscando parceiros, porque nós somos empreendedores sociais. Nosso projeto não tá ganhando dinheiro ainda, mas a gente quer ganhar dinheiro com isso. A gente sabe que é o projeto do futuro, que é sustentabilidade que o mundo precisa e estamos buscando parceria pra isso acontecer”.
Projeto SustentaCão
Telefone: (21) 989135581
Instagram: @projetoSustentaCão

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.