Em reestruturação, Louis Dreyfus vai deixar setor de laticínios ainda em 2019

Gigante tem focado em commodities de grãos e oleaginonas e diz que saída do setor não terá ‘nenhum impacto’ sobre suas vendas globais. A Louis Dreyfus Company anunciou nesta quarta-feira (16) que venderá ou fechará seus negócios com pequenos laticínios até meados deste ano, uma vez que a gigante tem focado commodities como grãos e oleaginosas.
A Louis Dreyfus, empresa de capital fechado, já havia dito em comunicado que o segmento não faz parte de suas atividades essenciais.
“Os negócios (de laticínios) representaram cerca de 1% de nossas receitas em 2018 e exigiram recursos substanciais de capital de giro”, disse o diretor financeiro, Federico Cerisoli.
“A saída não terá praticamente nenhum impacto sobre nossas vendas globais… e espera-se que tenha um leve efeito positivo em nosso capital de giro a partir de 2019”, disse a empresa.
Como os rivais grupos de commodities agrícolas, a Louis Dreyfus reorganizou as atividades em meio a margens decrescentes nas negociações tradicionais.
A Louis Dreyfus faz parte do quarteto de gigantes das commodities agrícolas conhecido como “ABCD”, que inclui Archer Daniels Midland, Bunge e Cargill. A companhia tem passado por uma série de mudanças de gestão nos últimos anos.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.