Criação de vagas de trabalho nos EUA salta em janeiro; taxa de desemprego sobe para 4%

Números indicam força na economia, apesar da perspectiva sombria que deixou o Federal Reserve (BC dos EUA) cauteloso sobre os novos aumentos dos juros neste ano. A criação de vagas de trabalho nos Estados Unidos saltou em janeiro para o ritmo mais forte em 11 meses, indicando força na economia, apesar da perspectiva sombria que deixou o Federal Reserve (BC dos EUA) cauteloso sobre os novos aumentos dos juros neste ano.
O relatório mensal do Departamento do Trabalho divulgado nesta sexta-feira (1) não mostrou nenhum impacto “visível” na criação de vagas de trabalho após 35 dias de paralisação parcial do governo dos EUA. Mas a paralisação mais longa da história, que terminou há uma semana, elevou a taxa de desemprego para a máxima de sete meses de 4%.
A criação de vagas de trabalho fora do setor agrícola atingiu 304 mil no mês passado, ritmo mais forte desde fevereiro de 2018, informou o Departamento de Trabalho. O ritmo foi influenciado por locais de construção, varejistas e serviços empresariais, bem como restaurantes e hotéis. Economistas consultados pela Reuters previam criação de 165 mil postos de trabalho em janeiro.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.