Conselho da Petrobras aprova Almirante Eduardo Bacellar para presidência do colegiado


Indicação havia sido feita pelo governo, e agora deve passar por assembleia de acionistas. Comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira ressaltou que crise vai atrasar projetos
Divulgação/Marinha
A Petrobras informou nesta quinta-feira (31) que o conselho de administração da empresa aprovou a nomeação do Almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira para assumir a presidência do colegiado. A aprovação agora depende da próxima assembleia geral de acionistas da empresa.
O almirante de esquadra e até então comandante da Marinha Eduardo Bacellar Leal Ferreira foi indicado pelo governo para o posto. Ele foi comandante da Marinha do Brasil até janeiro de 2019. Segundo a Petrobras, “além da Escola Naval, Leal Ferreira recebeu treinamento de nível superior na Escola de Guerra Naval do Brasil e na Academia de Guerra Naval do Chile. Foi também instrutor na Academia Naval de Annapolis, dos EUA. Antes de ser Comandante da Marinha do Brasil, exerceu vários cargos importantes, tendo sido Comandante-em-Chefe da Esquadra e Comandante da Escola Superior de Guerra”.
Na mesma reunião, o conselho da Petrobras aprovou o economista João Cox como membro do colegiado. Ele é presidente do conselho de administração da Tim Brasil. A nomeação também precisa agora ser aprovada em assembleia de acionistas.
O colegiado também aprovou a nomeação de Carlos Alberto Pereira de Oliveira como diretor executivo de exploração e produção, e de Rudimar Andreis Lorenzatto como diretor Executivo de desenvolvimento da produção & tecnologia.
A Petrobras também informou que “os demais nomes já indicados, Nivio Ziviani para exercer o cargo de membro do Conselho de Administração da companhia e Anelise Quintão Lara para Diretoria de Refino e Gás Natural, estão seguindo os procedimentos internos de governança corporativa com as respectivas análises de conformidade e integridade necessárias ao processo sucessório da companhia”.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.