Com alta do dólar, gasto de brasileiros no exterior recua 30% em setembro

Segundo o BC, despesas de brasileiros no exterior somaram US$ 1,18 bilhão em setembro deste ano, contra US$ 1,71 bilhão no mesmo mês de 2017. Dólar subiu 21,86% nos nove primeiros meses deste ano. Com alta do dólar, gasto de brasileiros no exterior recua 30% em setembro
Os gastos de brasileiros no exterior somaram US$ 1,189 bilhão em setembro deste ano, informou nesta quinta-feira (25) o Banco Central.
Com isso, foi registrada uma queda de 30,71% frente ao mesmo período do ano passado, quando as despesas lá fora somaram US$ 1,716 bilhão.
“As despesas são sensíveis à taxa de câmbio, que teve uma apreciação [alta do dólar] significativa e forte nesse ano. Os gastos [no exterior em setembro] foram os menores desde maio de 2016”, afirmou o chefe-adjunto do Departamento de Estatísticas do BC, Renalto Baldini.
Segundo ele, o dólar médio ficou em R$ 4,12 em setembro deste ano, contra R$ 3,13 no mesmo mês do ano passado. “Isso, de fato, afeta bastante os gastos com viagens”, acrescentou.
No acumulado dos nove primeiros meses deste ano, ainda de acordo com dados oficiais, também houve queda nos gastos no exterior, para US$ 13,875 bilhões. No mesmo período de 2017, somaram US$ 14,145 bilhões.
Alta do dólar
A queda dos gastos de brasileiros lá fora acontece em um momento de alta do dólar. Apesar do recuo de 0,84% no mês passado, a moeda norte-americana acumulou um crescimento de 21,86% na parcial dos nove primeiros meses deste ano.
Com a escalada do dólar, as viagens de brasileiros ao exterior ficam mais caras. Isso porque as passagens e as despesas com hotéis, por exemplo, são cotadas em moeda estrangeira. O papel moeda também fica mais custoso.
No começo deste ano, o dólar estava cotado em cerca de R$ 3,26. Passou para R$ 3,32 em março e para R$ 3,85 no fim de junho e para R$ 4,03 em setembro. Neste mês, porém, recuou e, nesta quinta-feira, operava ao redor de R$ 3,72 por volta das 10h40. Veja a cotação
Analistas avaliam que as tensões eleitorais e o cenário internacional (aumento de juros em economias maduras, saída de investidores de países emergentes e guerra comercial entre Estados Unidos e seus parceiros) têm contribuído para aumentar as tensões e estimular uma alta do dólar no Brasil. Além disso, também há especulação no mercado de câmbio.
Gastos de estrangeiros no Brasil
Em setembro deste ano, informou o Banco Central, os estrangeiros gastaram US$ 373 milhões no Brasil, com queda frente ao patamar registrado no mesmo mês de 2017 (US$ 407 milhões).
Já no acumulado dos nove primeiros meses deste ano, os gastos de estrangeiros no Brasil totalizaram US$ 4,513 bilhões – com pequeno aumento frente ao mesmo período do ano passado, quandos somaram US$ 4,360 bilhões.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.