Caixa lança financiamento imobiliário com taxas referenciadas no rendimento da poupança


Equação leva em conta a Taxa Referencial de Juros (TR), uma taxa fixa de relacionamento com o banco e o rendimento da poupança. Taxas finais, com juros de hoje, ficam entre 4,75% a 5,39% ao ano. Caixa Econômica Federal
JN
A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (25) uma nova linha de crédito com juros ligados à remuneração da poupança, mais um percentual variável. As contratações pela novo método começam no próximo dia 1º de março.
A linha fica disponível para modalidades de imóveis novos, usados, construção e reforma. O prazo máximo é de 420 meses (35 anos), com quota de até 80%. É permitida portabilidade de financiamento realizado com outros bancos.
O banco deu detalhes em apresentação com o presidente Pedro Guimarães pela internet. A equação é composta por:
Taxa Referencial de Juros (TR) + rendimento da poupança + taxa fixa de relacionamento.
A rentabilidade da poupança é ligada ao percentual de juros da taxa Selic. Quando os juros básicos do país estão abaixo dos 8,5% ao ano, a poupança terá rendimento de 70% desse valor. Com a Selic em em 2% ao ano, a poupança remunera 1,4% no período.
A taxa fixa, por sua vez, foi estabelecida de acordo com o grau de relacionamento do cliente com a Caixa, em patamar que vai de 3,35% a 3,99% ao ano. A TR, hoje, está zerada.
A Caixa afirma, portanto, que os financiamentos ficam com taxas finais de 4,75 a 5,39 ao ano.
“Essa conjunção de taxas de juros baixas, menores da história, e valores de imóveis ainda relativamente baixos desde a crise, nos faz entender que é um momento importante e impactante para que continuemos com um volume relevante de crédito imobiliario”, disse Pedro Guimarães, presidente da Caixa.
Financiamentos imobiliários em 2020
A Caixa bateu recorde histórico de concessão de crédito imobiliário em 2020. Foram R$ 116 bilhões contratados, aumento de 28,8% em relação a 2019. O resultado leva a carteira de crédito do banco para R$ 509,8 bilhões.
As contratações de crédito imobiliário com recursos da poupança (SBPE) chegaram a R$ 53,7 bilhões em 2020, crescimento foi de 103% em relação a 2019. O programa Casa Verde Amarela financiou R$ 62,3 bilhões em 2020.
“Tivemos alta importante de inadimplência em março e abril, mas houve contenção importante com o programa de pausa de financiamento durante a crise. Chegamos, em fevereiro, a 99,6% de retorno. Basiciamente todas as familias encerraram a pausa com média de inadimplência abaixo da média histórica”, disse Guimarães.
Além dos novos financiamentos referenciados na poupança, a Caixa também disponibiliza linhas de crédito referenciadas na inflação (pelo índica IPCA), modalidade de TR e taxa fixa de 6% e modalidade prefixada com mínimo de 8,25% ao ano.
“Estávamos estudando há alguns meses essa nova operação e só anunciamos quando tínhamos total operacionalidade. Dado o tamanho da Caixa, sabemos que, a partir do momento que essa linha estiver operacional, teremos adesão muito grande”, disse o presidente da Caixa.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.