Bolsas dos EUA avançam com esperança de alívio em paralisação se sobrepondo a receio com balanços


Expectativa por reabertura da economia norte-americana compensou números preocupantes dos balanços de JPMorgan e Wells Fargo. Os índices acinários dos Estados Unidos fecharam em firme alta nesta terça-feira (14), com o otimismo de que o governo Trump poderia agir para aliviar os bloqueios do coronavírus ofuscando preocupantes balanços de JPMorgan e Wells Fargo.
O Dow Jones subiu 2,39%, para 23.949,76 pontos. O S&P 500 ganhou 3,06%, para 2.846,06 pontos. E o Nasdaq Composite somou 3,95%, para 8.515,74 pontos. O índice registrou o quarto dia consecutivo de ganhos.
Operador na Bolsa de Nova York – Wall Street
Andrew Kelly/Reuters
O assessor da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que o presidente Donald Trump faria uma série de anúncios sobre a reabertura da economia dos EUA nos próximos dias, conforme a crise da saúde parece estar diminuindo, embora alguns governadores de estado tenham dito que é deles a decisão a respeito.
“O mercado está subindo com as perspectivas de a economia reabrir em breve e também de o coronavírus (possivelmente) estar atingindo algum tipo de pico”, disse Peter Cardillo, economista-chefe de mercado da Spartan Capital Securities, em Nova York.
Mas o mercado pode estar vulnerável a mais vendas bruscas nos próximos meses, à medida que dados mostrando a extensão dos danos econômicos causados ​​pelo vírus serão divulgados, disse ele. “Vamos ver números (macroeconômicos) que serão assustadores e que serão pesados.”
JPMorgan Chase e Wells Fargo reverteram os ganhos de mais cedo e terminaram em queda. Os lucros do primeiro trimestre despencaram, com os dois bancos reservando bilhões de dólares para cobrir possíveis perdas com empréstimos decorrentes da pandemia.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.