Bolsas da Europa têm melhor semana desde 2011 com foco em estímulos da UE


O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,37%, a 1.301 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,57%, a 332 pontos. Bolsa de Frankfurt, a principal da Alemanha
Kai Pfaffenbach/Reuters
As bolsas de valores europeias subiram pelo quarto dia consecutivo nesta quinta-feira (9), com o sentimento sustentado pela última rodada de estímulos do Federal Reserve e por esperanças de que a pandemia de coronavírus esteja quase chegando a seu auge.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,37%, a 1.301 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 1,57%, a 332 pontos, encerrando a semana mais curta devido ao feriado de sexta-feira em alta de 7,4% – melhor semana desde 2011.
O sentimento foi impulsionado por dados que mostraram que as mortes por coronavírus nos hospitais da França diminuíram, enquanto os novos casos na Espanha recuaram, mas o principal impulso da sessão ocorreu depois que os índices de Wall Street saltaram após o Fed lançar um programa de US$ 2,3 trilhões para apoiar governos e empresas locais.
Isso ofuscou dados que mostraram mais uma semana com mais de 6 milhões de novas reivindicações de auxílio-desemprego nos EUA.
“O Fed comprará dívidas mais arriscadas, e isso deve manter a recuperação em forma de ‘V’ por mais algum tempo”, disse Edward Moya, analista de mercado da OANDA.
Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 2,90%, a 5.842 pontos.
Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 2,24%, a 10.564 pontos.
Em PARIS, o índice CAC-40 ganhou 1,44%, a 4.506 pontos.
Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 1,39%, a 17.621 pontos.
Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 1,71%, a 7.070 pontos.
Em LISBOA, o índice PSI20 valorizou-se 3,07%, a 4.196 pontos.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.