Bolsa asiáticas fecham em queda com disseminação global do coronavírus

Bolsa de Tóquio caiu mais de 2%. Na China; índices recuaram, mas registraram a melhor semana em um ano com expectativas de estímulo. As bolsas asiáticas fecharam em queda nesta sexta-feira (6), com os mercados ainda pressionados pelas preocupações com os impactos da epidemia de coronavírus na economia global.
Na China, entretanto, os índices acionários registraram o maior avanço semanal em um ano mesmo depois de terem recuado nesta sexta-fira, com os investidores esperando mais suporte para sustentar a economia em meio ao surto do coronavírus.
No dia, o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 1,62%, enquanto o índice de Xangai teve queda de 1,21%. Mas o SSEC avançou 5,4% na semana, enquanto CSI300 ganhou 5%.
As perdas desta sexta-feira aconteceram após fortes vendas generalizadas em Wall Street na véspera, em meio a incertezas sobre a disseminação do coronavírus.
Vaticano e Sérvia anunciam primeiros casos de coronavírus; veja as últimas notícias
Já são quase 90 mil casos do novo coronavírus pelo mundo
Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 2,72%, a 20.749 pontos.
Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 2,32%, a 26.146 pontos.
Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 1,21%, a 3.034 pontos.
O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 1,62%, a 4.138 pontos.
Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 2,16%, a 2.040 pontos.
Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 1,68%, a 11.321 pontos.
Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 1,90%, a 2.960 pontos.
Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 2,81%, a 6.216 pontos.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.