Banco da Inglaterra reduz taxas de juros a 0,25% devido ao coronavírus


Medida tem como objetivo ajudar a economia em meio aos impactos negativos da epidemia do novo vírus. Símbolo da libra esterlina, moeda britânica, em frente ao Bank of England, em Londres, em imagem de 2016
REUTERS/Luke MacGregor
O Banco da Inglaterra (BoE) anunciou nesta quarta-feira (11) a redução das taxas de juros de 0,75% para 0,25%. A medida, que surpreendeu o mercado, tem como objetivo ajudar a economia em meio aos impactos negativos da epidemia do novo coronavírus.
O anúncio do BoE ocorreu poucas horas antes da apresentação do primeiro orçamento do governo do primeiro-ministro Boris Johnson. A expectativa é que o ministro das Finanças do Reino Unido, Rishi Sunak, anuncie mais ajuda econômica para a economia britânica na publicação do orçamento, segundo informou a rede norte-americana CNN.
Esta é redução mais expressiva desde 2009. As taxas de juros não eram tão baixas desde os meses posteriores à votação sobre o Brexit.
O BoE também anunciou que vai estimular os empréstimos dos bancos às empresas e às famílias para sustentar a demanda porque, segundo a instituição, “provavelmente a atividade vai desacelerar consideravelmente no Reino Unido nos próximos meses”.
Esta será, provavelmente, a última decisão tomada pelo presidente do BoE, Mark Carney, que deixará o posto no fim de semana e será substituído por Andrew Bailey.
O BoE segue os passos do Federal Reserve (Fed, banco central dos Estados Unidos), que anunciou na semana passada uma redução das taxas sem esperar a próxima reunião. O objetivo da medida foi apoiar a atividade econômica e tranquilizar os mercados, instáveis com o avanço da epidemia.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.