B3 lança cinco novos produtos, incluindo miniopção de dólar

Para o futuro de moedas, a B3 vai trazer opções de 15 moedas pareadas com o dólar. A B3 apresentou nesta terça-feira (4) cinco novos produtos que serão lançados no dia 10 de dezembro: miniopções de dólar; futuros de moedas negociados em dólares dos Estados Unidos; contrato de opções sobre futuros de DI; contratos futuros de ações e units; e microcontrato futuro de S&P 500.
Os produtos fazem parte do conjunto de lançamentos que a bolsa colocará no mercado até o final de 2019. O objetivo, segundo Marcos Skistymas, head de produtos da B3, é “desenvolver o mercado de capitais brasileiro”.
Para o futuro de moedas, a B3 vai trazer opções de 15 moedas pareadas com o dólar. A intenção, segundo Skistymas, é tirar a imprecisão de preços devido ao fato de os investidores precisarem parear uma moeda primeiro com o real e depois com o dólar.
“No Brasil, para conseguir exposição, o investidor precisa operar a moeda contra o real e depois contra o dólar e isso traz imprecisão de preços”, diz Skistymas. “Trazemos redução de custo porque se opera uma vez”, conclui.
Além das 12 moedas que a B3 já oferece além do dólar, foram incluídas coroa norueguesa, rublo russo e coroa sueca.
Outro produto lançado hoje foi o futuro de ações. Segundo Skistymas, a ideia foi criar “uma família completa de produtos”, o que tem como consequência o “aumento da liquidez daquele ativo e dos volumes de mercado”.
Inicialmente, serão oferecidas 12 ações: Petrobras, Vale, Porto Seguro, Kroton, CCR, Cielo, Usiminas, Via Varejo, Cemig, Hypera, Grupo Pão de Açúcar e B3. O tamanho do contrato será de uma ação, o lote padrão terá 100 contratos, o vencimento será mensal, a liquidação será financeira e haverá rolagem. O preço de liquidação será o preço de fechamento da data de vencimento.
A B3 ainda lançou miniopções de dólar a fim de atrair também pessoas físicas. Segundo Skistymas, até então os investidores encontram condições melhores no mercado offshore. “Existe demanda, interesse e dificuldades para tal. Sempre tem a questão da precificação, os investidores conseguem preço melhor no offshore, então deveríamos ter flexibilidade de prazos e atrair novos tipos de investidores, até por isso colocamos mini, para atrair pessoa física”, afirma.
O lote, no caso desse produto, passa de cinco para um contrato. Os operadores, por enquanto, serão o Itaú e a Optiver.
Outro lançamento foi a opção sobre futuro de DI. Segundo Skistymas, há uma forte demanda por parte dos tomadores de risco por esse produto. Inicialmente, serão cinco novos tipos de opções sobre futuro de DI e será relançado o VTF (exposição a volatilidade da taxa forward de juros).
Por fim, a B3 apresentou ainda o microcontrato futuro do índice S&P 500. O valor do ponto nesse caso será de US$ 2,50. O vencimento será na terceira sexta-feira dos meses de março, junho, setembro e dezembro. A liquidação será financeira.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.