Alta do dólar impacta preços no mercado interno

Do pãozinho às viagens, preços podem subir com a disparada da moeda dos Estados Unidos. Alta do dólar pode impactar até o preço do pão francês
A alta do dólar não traz impactos só para quem tem planos de viajar para fora do país. A cotação da moeda influencia diversos preços – e pode atingir até o pãozinho.
No setor de panificação, equilibrar os custos tem dado trabalho. Isso porque o dólar influencia fortemente o preço do trigo – ingrediente básico dos pães, e que o Brasil importa.
“A gente teve um aumento em torno de 10% no valor do quilo da farinha e a gente vem tentando de todas as formas segurar esse aumento e não repassar pro consumidor”, diz Lucas Alves, dono de uma padaria.
Os efeitos da alta do dólar chegam ao Brasil através de qualquer produto que tenha itens importados, incluindo carros e celulares. Mas o economista Luis Otávio Leal, do banco ABC Brasil, acredita que os repasses não serão tão imediatos, por conta da recuperação lenta da economia.
“A despeito de estar numa situação que a economia não está se recuperando de forma forte, você ainda tem um desemprego alto e isso sem dúvida nenhuma limita o repasse do dólar nesse momento. Dada a magnitude que ele tem, e se ele realmente ficar nesse patamar durante muito tempo, é inevitável que a gente veja algum tipo de repasse para a economia nas nos próximos meses”, diz.
Mas no caso do turismo, seja qual for o destino, não há como escapar da alta do dólar. Desde que a cotação disparou aqui no Brasil, colocou em suspenso o faturamento das agências, dos hotéis e das companhias aéreas.
“Essa semana parou. As pessoas estão em choque esperando. Sem falar do coronavírus”, diz Jacque Dallal, dona de uma agência de turismo.
A advogada Camila Rodrigues já tinha reservado o destino da próxima viagem, mas o dólar mudou os planos. “Você acaba pagando no cartão, por mais que você leve dinheiro, e ainda tem a taxa, o dólar aumentando… Você não sabe mais quanto vai gastar uma viagem dessa”, diz.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.