Alessandro Vieira fará plano de trabalho da CPI, que deve começar ouvindo ex-ministros

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) será o responsável por fazer o plano de trabalho da CPI da Pandemia. O acerto foi feito em reunião nesta sexta-feira (16) do “G6” – grupo de seis senadores que integram a comissão e vêm se reunindo informalmente para definir os rumos da CPI.
A informação foi também confirmada pelo senador Omar Aziz (PSD-AM), escolhido para presidir a comissão.
Ao blog, Vieira afirmou que pretende organizar um plano cronológico, que levante ações, erros e omissões desde o início da pandemia.
Os primeiros chamados a depor devem ser os ex-ministros da Saúde, a começar por Luiz Henrique Mandetta – ministro que iniciou o combate à Covid e foi demitido pelo presidente Jair Bolsonaro em abril de 2020.
Nelson Teich, Eduardo Pazuello e o ministro atual, Marcelo Queiroga, também devem ser ouvidos.
Senadores fecham acordo para escolher presidente e relator da CPI da Covid
O ‘G6’
A CPI no Senado é formada por 11 membros titulares e 7 suplentes. Dos titulares, seis passaram a se reunir em conversas informais nos últimos dias para evitar que a comissão perca o foco e seja conduzida pelo governo federal.
Fazem parte do grupo:
Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
Tasso Jereissati (PSDB-CE)
Eduardo Braga (MDB-AM)
Renan Calheiros (MDB-AL)
Humberto Costa (PT-PE)
Otto Alencar (PSD-BA)

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.