A semana em tecnologia: aparelhos no horário de verão; balanços das empresas nos EUA


Semana ainda contou com Facebook retirando páginas do ar no Brasil e atualização do WhatsApp. Confira os 5 destaques das notícias de tecnologia entre os dias 21 e 26 de outubro:
Mudanças no horário
O noticiário de tecnologia começou literalmente cedo esta semana. A exemplo do que já havia acontecido na semana passada, no domingo (21) usuários acordaram com disparidade de horário em alguns aparelhos. O sindicato das operadores de telefonia, Sinditelebrasil, afirmou que o ajuste não foi realizado pelas operadoras.
Celulares mudam para o horário de verão e causam confusão
Paulo PIza/G1
Altieres Rohr, colunista do G1, explica que a mudança aconteceu por um erro nos arquivos de aparelhos, que estava desatualizado e acabaram aplicando a regra de 2017, quando a mudança aconteceu no terceiro domingo de outubro.
Ele também explica como evitar que a mudança afete outros aplicativos, como os de bancos ou a agenda do celular, por exemplo.
Facebook bane páginas no Brasil
Na segunda-feira (22), o Facebook anunciou que tirou do ar 68 páginas e 43 perfis do grupo Raposo Fernandes Associados (RFA). A acusação é que o RFA violou as políticas de autenticidade e de spam da rede social. Entre as páginas que saíram do ar estavam “Folha Política” e “Apoio a Jair Bolsonaro”.
Segundo o Facebook, as páginas em questão usavam “conteúdo sensacionalista político” a fim de construir audiência e direcionar usuários do Facebook para sites fora da rede
Balanços de tech
As principais empresas do setor divulgaram balanços trimestrais esta semana.
O Snapchat reduziu o prejuízo no período, mas ainda luta para conter o êxodo de usuários da plataforma. No Twitter, um lucro inesperado foi impulsionado por vendas de anúncios. A Alphabet, companhia mãe do Google, superou as expectativas.
Na varejista Amazon, as vendas ficaram abaixo do esperado, embora o lucro tenha subido para US$ 2,88 bilhões. O faturamento da divisão de computação em nuvem da empresa, chamada de Amazon Web Services (AWS), cresceu 45,7%.
Outra que cresceu com a atuação da área de computação em nuvem foi a Microsoft, dona do serviço Azure. A empresa superou as expectativas.
Google, Apple e Facebook
Três das principais empresas de tecnologia estiveram nas manchetes nos últimos dias. O Facebook foi multado por reguladores britânicos no caso do mal uso de dados dos usuários da rede social pela empresa Cambridge Analytica.
Facebook é multado por participação no escândalo da Cambridge Analytica
O Google afirmou, em um e-mail enviado a seus funcionários, que tem combatido o assédio sexual dentro da empresa. Nos últimos dois anos, a empresa demitiu 48 pessoas por esse motivo. Um porta-voz da empresa enviou ao G1 o e-mail, assinado pelo presidente Sundar Pichai e pela vice-presidente de recursos humanos, Eileen Naughton.
O presidente da Apple, Tim Cook, participou de um evento sobre privacidade e proteção de dados na Bélgica. Lá, aproveitou para atacar o que chamou de “complexo industrial de dados”. Para ele, algumas empresas estão enriquecendo com a “pilha de dados pessoais” que coletam.
Em evento na Bélgica, Tim Cook, presidente da Apple, criticou empresas que coletam dados de usuários.
REUTERS/Yves Herman
Atualização do WhatsApp
O WhatsApp atualizou o aplicativo. Houve mudanças no funcionamento do menu de informações para usuários de iPhone. Agora, o aplicativo também tem versão ajustada às telas dos novos iPhone Xs, Xs Max e XR. Este último, começou a ser vendido na sexta (26) nos Estados Unidos.

https://g1.globo.com/economia

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.