Total de óleo retirado da Praia do Cumbuco, no Ceará, chega a 18,5 toneladas


A Praia de Cumbuco está oleada e outros cinco pontos do mar cearense ainda apresentam vestígios do óleo Mutirão retira petróleo cru na Praia do Cumbuco, em Caucaia, no Ceará
Natinho Rodrigues/SVM
Aumentou para 18,5 toneladas o total de petróleo cru recolhido da faixa de areia da Praia do Cumbuco, em Caucaia, Região Metropolitana de Fortaleza, segundo a prefeitura do município. Embora as manchas de óleo também tenham chegado, neste sábado (9) à Praia do Cauípe, também em Caucaia, a maior concentração da contaminação está no Cumbuco, no entorno da Avenida dos Coqueiros.
A próxima mobilização para limpeza realizada pelo comitê Juntos Contra o Óleo está prevista para segunda-feira (11), a partir das 8 horas. O mutirão acontece desde a última terça-feira (5), quando foram recolhidas cinco toneladas de óleo.
O petróleo cru aparece nas praias do Nordeste desde o início de agosto. No Ceará, pelo menos 26 localidades foram atingidas, conforme o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). Até a publicação desta notícia, de acordo com o relatório, a Praia de Cumbuco está oleada e outros cinco pontos do mar cearense ainda apresentam vestígios do óleo. Na noite de quarta-feira (6), a Prefeitura de Caucaia decretou situação de emergência.
A Secretaria de Meio Ambiente do Estado (Sema) realiza o monitoramento das costas oeste e leste. Assim, quando são visualizados novos vestígios do material, a Capitania dos Portos – em conjunto com a Sema e outros órgãos oficiais – é acionada para fazer a limpeza e o recolhimento de animais, se for o caso.
Initial plugin text

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.