Polícia das Filipinas apreende 1,5 mil tartarugas em malas abandonadas em aeroporto


Répteis de variedades raras e protegidas estavam envoltos em fita adesiva dentro de quatro malas. Malas estavam repletas de tartarugas de variedades raras e protegidas envoltas em fita adesiva
Bureau of Customs Naia/Facebook
A polícia das Filipinas descobriu 1.529 tartarugas vivas envoltas em fita adesiva dentro de quatro malas abandonadas no aeroporto de Manila no domingo (3).
As malas estavam repletas de variedades raras e protegidas, incluindo tartarugas estelares, tartarugas de patas vermelhas, tartarugas sulcadas e escorregadores de orelhas vermelhas.
Os animais foram trazidos em um voo de Hong Kong por um passageiro das Filipinas e deixados na área de desembarque do aeroporto internacional de Manila Ninoy Aquino.
Os répteis foram avaliados em até 4,5 milhões de pesos (£ 60.000). As tartarugas foram transferidas para uma unidade de monitoramento.
Malas com as tartarugas apreendidas no aeroporto de Manila
Bureau of Customs Naia/Facebook
Há uma alta demanda por tartarugas como animais de estimação exóticos, que são valorizados por sua carne e por uso na medicina tradicional em alguns países asiáticos.
As Filipinas têm leis rígidas contra o contrabando de animais e, se encontradas, a pessoa que transporta pode pegar até dois anos de prisão e multa de 200 mil pesos.
O contrabando de animais silvestres é um problema em todo o sudeste da Ásia. A alfândega filipina apreendeu 560 tipos de vida selvagem e animais ameaçados em 2018, incluindo 250 lagartixas, 254 pedaços de coral e várias espécies de répteis, e em 2019 já apreendeu 63 iguanas, camaleões e dragões barbudos em bagagens nos embarques internacionais.
Tartarugas de espécies raras estavam abandonadas envoltas em fitas adesivas
Bureau of Customs Naia/Facebook
Tartarugas serão enviadas para uma unidade de monitoramento
Bureau of Customs Naia/Facebook

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.