Luxemburgo vai doar 100 mil euros para proteger o Xingu


País europeu anunciou doação durante visita de líder indígena brasileiro. Líder indígena Raoni está em viagem pela Europa para alertar líderes sobre desmatamento na Amazônia
Emmanuel Dunand/AFP
Luxemburgo anunciou nesta segunda-feira (20), durante a visita do líder indígena brasileiro Raoni, uma contribuição de € 100.000 (R$ 456.620,00) para proteger a Floresta Amazônica, de acordo com um comunicado oficial.
“Meu governo deseja propor uma contribuição financeira de € 100.000 à Associação Floresta Virgem”, disse o primeiro-ministro Xavier Bettel.
Esta contribuição será disponibilizada através de um fundo gerido pelo Ministério do Ambiente, Desenvolvimento Climático e Sustentável do Luxemburgo, afirma o governo.
Em sua viagem pela Europa este mês, Raoni quer alertar sobre o desmatamento na Amazônia e está tentando arrecadar 1 milhão de euros para a proteção da Reserva do Xingu no Brasil, ameaçada pela silvicultura e pela indústria de alimentos.
Depois de visitar Paris e Bruxelas na semana passada, Raoni fez uma escala nesta segunda-feira (20) no Grão-Ducado do Luxemburgo, um país destacado pela importância do setor financeiro em sua economia.
Em Paris, Raoni foi recebido pelo presidente Emmanuel Macron, no Palácio do Eliseu. O presidente francês postou um vídeo da visita em seu Twitter e teve o maior número de cliques (185.000) e compartilhamentos da semana.  
Desenvolvimento sustentável na Bolsa
Desde 2015, o Luxemburgo tem acentuado a sua posição em relação ao financiamento do desenvolvimento sustentável.
Neste contexto, ele ocupa o primeiro lugar no mundo em termos de títulos verdes listados na Bolsa, graças à primeira plataforma de ações dedicadas aos valores sustentáveis, ecológicos e sociais, o Luxemburgo Green Exchange (LGX).
O país também reivindica 39% da participação no mercado europeu de fundos de investimento responsável, de acordo com a agência que promove o seu mercado financeiro, Luxemburgo para Finanças.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.