Governo exonera diretor de Proteção Ambiental do Ibama, Olivaldi Azevedo

Antes de assumir o cargo, em janeiro de 2019, ele atuava como subcomandante da Polícia Militar Ambiental em São Paulo. Ministério ainda não informou motivo da saída. O governo publicou nesta terça-feira (14), no “Diário Oficial da União”, a exoneração do diretor de Proteção Ambiental do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), Olivaldi Azevedo.
A exoneração foi assinada pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O ministério ainda não havia informado o motivo da saída de Olivaldi até a última atualização desta reportagem.
Olivaldi assumiu o cargo em janeiro de 2019. Antes, ele atuava como subcomandante da Polícia Militar Ambiental de São José do Rio Preto (SP).
No domingo (12), o Fantástico mostrou uma megaoperação do Ibama para tirar madeireiros e garimpeiros de terras indígenas no sul Pará. O objetivo era proteger os cerca de 1700 indígenas que moram nas localidades do contágio pelo coronavírus.
Desde o início da pandemia, as em terras indígenas na Amazônia aumentaram. Os alertas de desmatamento subiram 29,9% em março deste ano, comparado ao mesmo período de 2019.
Initial plugin text

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.