Forte calor e incêndios florestais no estado do Oregon preocupam autoridades, que pedem ajuda


Incêndio atingiu área maior do que 1 mil quilômetros quadrados. Desastre não foi pior porque região é pouco habitada. Incêndio Bootleg, em Oregon, nos EUA, é um dos maiores da história do estado. Foto de 17 de julho
Bootleg Fire Incident Command via AP
Altas temperaturas e incêndios florestais preocupam autoridades no oeste dos Estados Unidos. No Oregon, o governo local pediu na segunda-feira (19) ajuda a outras partes do país para obter mais recursos para o combate às chamas.
Uma das situações mais preocupantes é o chamado Incêndio Bootleg, na região da Floresta Nacional Fremont-Winema. Estima-se que as chamas cheguem a uma extensão de 1.474 quilômetros quadrados.
Além disso, a chegada das chuvas se torna outra preocupação: apesar de a água poder minimizar alguns focos de incêndio, raios podem gerar mais fogo em uma região cheia de folhas e galhos secos.
Entre os recursos pedidos pelas autoridades de Oregon, estão equipamentos de combate às chamas de outros estados como Arkansas, Nevada e Alasca.
Em entrevista à agência Associated Press, o pesquisador James Johnston, da Universidade do Estado de Oregon, disse que o desastre só não foi pior porque o incêndio abrange uma área muito pouco habitada dos EUA.
“Se fosse nas partes mais populosas, teria destruído milhares de casas”, alerta o cientista.
Verão muito quente na América do Norte
Embora incêndios florestais sejam relativamente comuns nesta época do ano, a intensidade preocupa: aliás, este tem sido um dos verões mais quentes da história na América do Norte.
O Canadá registrou em meados de junho as maiores temperaturas da história do país, com temperaturas se aproximando dos 50°C. Um incêndio florestal de enormes proporções chegou a devastar um vilarejo inteiro.
Também na região do Pacífico, os estados de Oregon e Washington, nos EUA, também assistiram às temperaturas subirem como jamais visto na história.

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.