Previ busca engajar investidores de países emergentes

Movimento ganha força se a entidade conseguir um assento no conselho dos Princípios para Investimentos Responsáveis Com a tendência de reduzir as participações em blocos de controle das companhias abertas, a Previ (fundo de pensão dos funcionários do Banco do Brasil) irá cada vez mais buscar outros investidores para participar do que chama de “engajamento coletivo”. Ou seja, unir-se a outros acionistas para endereçar questões, incluindo as relacionadas ao meio ambiente, sustentabilidade e governança (ESG). O movimento ganha força se a entidade conseguir um assento no conselho dos Princípios para Investimentos Responsáveis (PRI na sigla em inglês), segundo o representante do fundo de pensão neste processo, Rafael Castro. A iniciativa internacional estimula a inserção de critérios ESG nos processos de investimento. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.