No Brasil, é difícil falar em ‘onda’ porque vemos uma ‘escada’, diz Maierovitch sobre covid


“A gente tem a esperança de que a mortalidade, a letalidade seja um pouco inferior, porque boa parte dos idosos foi vacinada, já terá sido vacinada daqui a um mês ou dois meses”, disse o médico à CPI O médico sanitarista Claudio Maierovitch afirmou, durante a audiência da CPI da Covid, que é difícil falar em terceira onda da covid-19 porque o país estacionou em um alto patamar de casos e mortes.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.