Juros futuros fecham em queda firme com exterior e Renda Cidadã no foco


A taxa do contrato para janeiro de 2025 recuou de 6,62% para 6,52% e a do DI para janeiro de 2027 cedeu de 7,60% para 7,49% Embalados pelo componente externo mais favorável a ativos de risco, os juros futuros encerraram a sessão regular desta quarta-feira (30) em queda forte, no momento em que os investidores se mantiveram atentos a sinais emitidos pelo governo quanto às formas de financiamento do Renda Cidadã.
Comentários do ministro da Economia, Paulo Guedes, ajudaram na retirada de prêmio de risco da curva durante a tarde, assim como fatores técnicos, no fechamento de um trimestre marcado pela volatilidade.

No fim do pregão regular, às 16h, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para janeiro de 2022 passou de 3,17% no ajuste de ontem para 3,05% e a do DI para janeiro de 2023 caiu de 4,66% para 4,52%.
Já a taxa do contrato para janeiro de 2025 recuou de 6,62% para 6,52% e a do DI para janeiro de 2027 cedeu de 7,60% para 7,49%.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.