Irã diz que aumentará produção de petróleo para níveis pré-sanções


País está sujeito às sanções desde 2018, quando os EUA se retiraram do acordo nuclear O Irã começou a aumentar sua produção de petróleo e espera atingir os níveis pré-sanções americanas em um ou dois meses. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo vice-ministro do Petróleo, Amir Hossein Zamaninia, segundo a agência de notícias Bloomberg.
O país está sujeito a duras sanções dos Estados Unidos desde 2018, quando o então presidente Donald Trump retirou o país do acordo internacional para restringir as atividades nucleares iranianas.
Estação de exploração de petróleo no Irã
Ali Mohammadi/Bloomberg
O novo presidente dos EUA, Joe Biden, já afirmou que pretende recolocar os americanos no acordo, elevando o otimismo em Teerã de que algumas das sanções sobre a exportação de petróleo possam ser suspensas.
Ainda assim, as medidas continuam em vigor. Qualquer eventual comprador do petróleo iraniano enfrentaria hoje as mesmas penalidades jurídicas e financeiras que dissuadiram a maior parte dos clientes em potencial do país nos últimos anos.
Zamaninia disse que o mercado será capaz de lidar com a produção máxima de petróleo do Irã, que chega a cerca de 4 milhões de barris por dia. Ele não quis dizer quanto o país exporta atualmente, mas afirmou que são números “muito melhores do que muitos presumem”.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.