Governo argentino admite pacote de gasto pré-eleitoral

Medidas devem incluir aumento de aposentadoria, do salário mínimo e retomada de auxílio emergencial da pandemia O governo do presidente argentino, Alberto Fernández, admitiu ontem que prepara um pacote de gastos antes da eleições legislativas de 14 de novembro, após a derrota nas prévias partidárias de domingo. Em entrevista a uma rádio local, o ministro do Desenvolvimento Produtivo, Matías Kulfas, disse que as medidas visam a acelerar a recuperação econômica da Argentina pós-pandemia. Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.