Bolsonaro e Putin trataram de vacina Spunik V, diz Queiroga

Segundo Queiroga, Putin teria lembrado a Bolsonaro sobre as dificuldades que o imunizante vem enfrentando na Anvisa O presidente Jair Bolsonaro disse ao dirigente russo Vladimir Putin que o Brasil quer contar com a vacina Sputnik V para o combate à covid-19. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em depoimento à CPI da Pandemia.

Segundo Queiroga, Putin teria lembrado a Bolsonaro sobre as dificuldades que o imunizante vem enfrentando na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que rejeitou a importação da vacina, preliminarmente considerada insegura.
Leia também:
Queiroga fala em mais de 500 milhões de doses de vacina contratadas, mas volta atrás

Queiroga elogiou a Anvisa e disse que a Sputnik também sofre resistência em outros países. “Não há consenso amplo sobre esse tema. Há instâncias no âmbito da Anvisa que podem sofrer recurso em relação à decisão e a vacina obter aval”, afirmou o ministro.

Está previsto para hoje o depoimento do diretor-presidente da Anvisa, Antonio Barra Torres. No entanto, a depender da duração da participação do ministro da Saúde na CPI, a oitiva poderá ser adiada.
Initial plugin text

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.