Após interromper IPO, Rio Alto agora cancela oferta; já são 33 desistências no ano


Lista tem chances de crescer ainda mais A Rio Alto Energia Renováveis, que na semana passada havia informado que solicitou à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) uma interrupção temporária do seu IPO, agora cancelou oficialmente a oferta. Com isso, as desistências oficiais este ano já somam 33 operações, mais do que as 25 canceladas ao longo de todo 2020.

No sistema da CVM consta também a desistência do IPO da Infracommerce, via Instrução 400, mas o Valor não leva em conta este caso, já que a companhia acabou realizando a operação via Instrução 476, com esforços restritos, e inclusive já estreou na bolsa. O mesmo acontece com a G2D.
Seja como for, a lista de desistências deve subir ainda mais. Alphaville, que estreou na bolsa no ano passado após realizar uma oferta com esforços restritos (Instrução CVM 476), ainda consta na CVM com um pedido de oferta ampla (Instrução CVM 400). O Grupo BIG (antigo Walmart) foi comprado pelo Carrefour, mas também consta ainda como operação em aberto no sistema da CVM.
No sistema da CVM constam 15 ofertas com processo interrompido, a pedido das empresas, conforme permite o artigo 10 da Instrução 400, por um período máximo de até 60 dias úteis. São elas: Método Engenharia, Iguá Saneamento, Cortel, Guararapes Painéis, LG Informática, Hospital Care Caledonia, Nadir Figueiredo, Três Tentos Agroindustrial, Entalpia Participações, Livetech, Kora Saúde, Bionexo, Ubook Editora, BR Partners e FS.
Das ofertas já lançadas, a próxima precificação deve ser da G2D, no dia 10. Na sequência vem Athena Saúde e Dotz, no dia 11, e GetNinjas, no dia 12.

Deixe uma resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.