Exportações de carne de frango do Brasil para a União Europeia

Brasília (19/04/2018) – O Brasil planeja questionar na Organização Mundial do Comércio (OMC) por que a União Europeia passou a exigir testes para 2,6 mil tipos de salmonela nas cargas de carne de frango salgada (fresca com 2% de sal), e testes para apenas dois tipos da bactéria na carne in natura (fresca com adição inferior de sal). Uma das cotas é livre de tarifas (21 mil toneladas) e a outra possui uma tarifa intra-cota de 15,4% (170 mil toneladas), o que ainda deixa o produto brasileiro competitivo. Contudo, se por um lado a cota do frango in natura é pequena (21 mil toneladas) e as vendas extracotas estão sujeitas a tarifas mais altas, a cota de frango salgado é maior (170 mil toneladas), o que estimula as exportações pelas empresas brasileiras.

Confira no infográfico abaixo:

Assessoria de Comunicação CNA
Telefone: (61) 2109-1419
cnabrasil.org.br
canaldoprodutor.tv.br
twitter.com/SistemaCNA
facebook.com/SistemaCNA 
instagram.com/SistemaCNA

https://www.cnabrasil.org.br/

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.