Presidente do Sindiavipar vê melhora no cenário para indústria do frango no 2º semestre

A manutenção do forte desempenho das exportações de carne de frango e o aumento no consumo doméstico no segundo semestre, seguindo tendência verificada em anos anteriores, deverão colaborar para uma melhora do cenário para a indústria brasileira do setor, disse o presidente do Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Estado do Paraná (Sindiavipar), Domingos Martins.

“Eu acredito que o pior já passou”, disse Martins sobre a situação econômica do país, que colaborou para a redução do consumo interno. “Todo mundo está ligeiramente otimista, e isto é muito bom.” “No mercado interno, sempre houve um superaquecimento no segundo semestre.E se a gente continuar com a mesma performance, teremos um segundo semestre muito bom para a avicultura”, acrescentou. Martins espera um crescimento “com segurança” entre 6% e 8% nas exportações de carne de frango do Paraná neste ano, principal estado produtor e exportador do produto. “Mas isso é para ser bem modesto”, disse ele ao sinalizar que o desempenho pode ser muito melhor.

As exportações de carne de frango brasileiras acumulam alta de 16,3% até maio, a 1,8 milhão de toneladas, segundo números da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Mas vendas no mercado interno abaixo do esperado prejudicam o desempenho de frigoríficos que pouco exportam ou que não vendem para o exterior. As margens de lucro do setor também foram afetadas negativamente pelo aumento dos custos do milho e da soja, principais insumos para nutrição das aves. “Eu diria hoje que quem está trabalhando no azul está feliz. Não são muitos”, disse Martins. Com a entrada da segunda safra de milho, ele vê queda nos valores do grão nas próximas semanas, o que deverá reduzir os custos de produção do setor de aves.

Fonte: CarneTec

Deixe uma resposta

*

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.