Grandes propriedades rurais respondem por 54% do déficit ambiental de São Paulo, diz pesquisa

Estudo foi realizado pelo Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP), com apoio da Fapesp As grandes propriedades agrícolas de São Paulo, com mais de 15 módulos fiscais, são responsáveis por 54% do déficit de áreas de preservação permanente (APPs) do Estado. Esta é a conclusão de uma pesquisa científica do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo (IB-USP), realizada com apoio da Fapesp, divulgada hoje em uma reportagem de Elton Alisson pela Agência Fapesp.
Matéria exclusiva para assinantes. Para ter acesso completo, acesse o link da matéria e faça o seu cadastro.

Deixe um comentário

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.